Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Xarope e suas consequências...

      A varicela já passou, só tem uma marquita na teta que persiste em não ir embora. Penso que com o tempo vai passar.

      O que ainda não passou foi o valente susto que ela me pregou. No 1º dia em casa, quando chegou a hora de lhe dar o xarope ela começou a ter comichão e como tinha as unhas um pouco grandes, fui à casa de banho buscar a tesoura dela e pousei o xarope na mesinha de cabeceira. Quando entro no quarto deparo-me com a minha menina a "enfrascar" o dito. Já só tinha um bocadinho no fundo do frasco. Tentei induzir o vómito, sem sucesso. Toca de levá-la para o hospital fazer uma lavagem ao estômago!

      Foi horrível!! Vê-la a gritar enquanto lhe introduziam um tubo pelo nariz até ao estômago. Após a lavagem feita, colocaram, pelo tubo, uma pasta de carvão activado que ela deveria de manter no estômago. Qual quê!! Vomitou tudo. Nem me quero lembrar! Ela naquela aflição e com o tubo enfiado pelo nariz a baixo. Felizmente que o enfermeiro lhe retirou o tubo porque ela já estava a ficar roxa com a falta de ar. As lágrimas caíam-me pela cara abaixo. Não consegui evitar. Era a minha menina que estava ali a sofrer e por causa de um descuido meu. No fim tive que lhe dar um banho pois estava toda preta por causa do carvão (e eu também). A minha preocupação, enquanto a lavava, era de terem que lhe enfiar novamente o tubo para voltar a colocar o tal carvão. Por sorte, a médica que nos atendeu disse não ser necessário visto que, entre a ingestão do xarope e a lavagem ao estômago, não ter ultrapassado os 15 minutos. O organismo não teve tempo de absorver muita quantidade do produto. De qualquer das formas era conveniente ficar em observações até ao dia seguinte e puseram-na a soro pois não poderia comer nada até lá.

      Quando o pai chegou, fui a casa tomar banho e mudar de roupa (estava toda suja do carvão) e buscar uns livritos e uns puzzles para ela se entreter.

      Às 23h00 houve mudança de turno e o médico, vendo a carolina bem disposta e a reclamar que queria comer sopinha, pediu à enfermeira que lhe desse algo para comer e se ela não vomitasse poderia ir para casa sob vigilância (nem era preciso dizer!!)

      Trouxeram-lhe leite com umas bolachinhas (já não havia sopa) e era vê-la a devorar tudo com grande satisfação. No fim de comer virou-se para mim e disse:

 - O chocolate do hospital não presta mãe! O de casa é mais melhor! (referindo-se ao carvão que tinha vomitado).

      Foi uma risota geral pois o médico e a enfermeira estavam na sala e ouviram o comentário dela. 

      Passado meia hora estava apta a sair por bom comportamento e boa disposição mas o motivo maior da alta dela foi o facto de ela ter varicela e ser uma bomba-relógio na pediatria do hospital.

      Felizmente tudo acabou bem mas não ganhei para o susto.

     

      Com as crianças todos os cuidados são poucos....

publicado por bebedelicia às 14:03
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Conversas

. De volta...(?)

. Primeira Paixoneta!!

. Pesadelos que vem por bem

. Conversa emocionante...

. Passeio escolar II

. Passeio escolar

. Telefone

. Regresso...

. O meu bébé cresceu...

.arquivos

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.subscrever feeds